domingo, 20 de outubro de 2013

O TEMPO E O VENTO - O FILME

Acabei de assistir o belíssimo "O tempo e o vento" - o filme sobre a obra de Erico Verissimo, considerada como a mais importante, sobre a historia do Rio Grande do Sul, escrita de 1949 a 1961-.
O resumo dessa série literária, mais do que um excelente filme, é de uma agradável importancia didático-histórica surpreendente e inesperada.

Jayme Monjardim a frente de um trabalho que conta com atores de primeira grandeza, como Fernanda Montenegro, Thiago Lacerda, Marjorie Estiano, faz valer seu bom gosto e sua aposta num romance cativante, principalmente para os que não conheciam esse grandioso trabalho literário.

Campeão de bilheteria no Rio Grande do Sul é o 5º filme mais visto no país e merece mais do que isso. É a história do nosso país contada em tom poético e inteligente, apesar das eternas criticas nem sempre fiéis aos grandes sucessos.

Condensando um século e meio de história e culminando com a revolução Federalista, a fotografia é de uma qualidade á parte- Affonso Beato - Em cenas subliminares, é ela que indica a passagem do tempo, o amor e o ódio, onde a natureza dialoga com seus personagens, ricos em paixões de vida e morte.

A narrativa fica por conta de Bibiana (Fernanda Montenegro) já muito idosa, que recebe a visita de seu grande amor, seu marido - o Capitão Rodrigo, morto ha mais de 50 anos - e pra ele é contada toda a saga.

Longe dos clichês do cinema nacional - miséria, favelas, drogas, sexo e palavrões- finalmente um filme em que a historia do Brasil é retratada sem apelações, sem os antigos recursos para "filme /exportação". Ele é real. Assim como é real existir no nosso país muito mais do que "Garota de Ipanema", futebol e carnaval. 
Somos um caleidoscópio onde tantas raças se misturam á múltiplas classes sociais e culturais.
Foi tudo isso e ainda mais que fizeram e continuam fazendo o nosso Brasil. 
É essa a nossa história.



2 comentários:

Rafael Belo disse...

é um filme de altíssima qualidade. Cheio de leituras imagéticas, poéticas e histórias. É lindo. gostei muito!

Isolda disse...

É realmente encantador, Rafael.