terça-feira, 17 de setembro de 2013

O AMOR E O TEMPO



Acabei de ler mais uma matéria relacionada ao meu assunto preferido – TEMPO – Cada vez mais estão pesquisando sobre viagens no tempo e eu acredito que um dia o homem vai conseguir seu intento. http://misteriosdomundo.com/teoria-relatividade-viagem-tempo

Imagine se desse pra gente retroceder alguns anos, encontrar com a gente mesmo e até poder dar umas dicas? E se desse pra mudar o passado? Mudaria o presente?

Eu escolheria algumas dezenas de anos atrás e haja conselhos, que eu daria pra mim mesma.
Alguns casos amorosos jamais teriam nem mesmo iniciado, gastos financeiros melhor analisados, meu dinheiro melhor investido, mais seriedade e menos shoppings. Mais livros e menos baladas. Mais estudos e menos viagens. Mais maturidade e menos...

Nossa... Que vida chata!
Posso até ter exagerado um pouco no meu hedonismo, mas no meio dos meus erros (um monte deles), fiz vários acertos, aprendi, descobri, conheci o inimaginável, ri muito, dancei demais, comi, bebi, fiz amigos, amei desmesuradamente e na verdade, em tudo que fiz, fiz com paixão. Se não fosse essa paixão eu não seria quem sou e cá entre nós, eu me dou bem comigo.

Já dizia Guilherme Arantes –“vivendo e aprendendo a jogar ou jogando e aprendendo a viver...”.

Segundo estudos, um dia será possível uma viagem ao tempo, porem sem a permissão de fazer qualquer mudança nos acontecimentos passados. Tem lógica. O que seria de nós sem o nosso professor tempo?

Mas quem sabe uma voltinha lá para alguns anos do futuro?  Nem que seja só por alguns minutos, o tempo de dar uma espiada no jornal e depois voltar.

Teríamos boas notícias? Novidades em artes, espiritualidade, politica, humanidade? Ou voltaríamos todos à estaca zero?  A história do mundo sempre se repete.

No mínimo, de uma coisa eu tenho certeza; no passado, presente ou futuro, ainda haveriam corações partidos...
Entre o amor e o tempo, o amor sempre sai ganhando.


2 comentários:

Rafael Belo disse...

É nada de mudar o que nos fez quem somos hoje. DO futuro, ah, gosto de me surpreender ainda mais comigo mesmo (positivamente). ótimo texto para variar rs

Everaldo Farias disse...

Belíssimo Isolda,

creio que se pudéssemos voltar no tempo, escolheríamos rever algumas pessoas inesquecíveis e reviver momentos de felicidade! Ninguém quer muito voltar a momentos difíceis, nem acho justo sermos merecedores disto, pois foram esses momentos que nos "empurraram à frente". E a gente só tem vontade de voltar no tempo, pela incerteza de como será o nosso futuro, pela falta de certeza plena de que reencontraremos aqueles que demos adeus, mas, creio que seja essa mesma magia que nos faz viver sempre encontrando bons motivos pra seguir! Um beijo, amiga!