quarta-feira, 6 de agosto de 2014

É PROIBIDO O SUCESSO



Outro dia publicaram um artigo que contava o salario milionário de uma celebridade televisiva e logo abaixo estavam os comentários. 

Ninguém se conformava com o fato. Frases como; “... E tanta gente passando fome, no país” ou “eu nunca vou ganhar igual" e mais ainda "ela não merece" e outros tão mais raivosos, que mais um pouco e a coitada seria mais uma vitima de espancamento.

Fiquei assustada com o sentimento que a maioria das pessoas tem contra os que conseguem sucesso. O simples fato de saber que outro ser humano se deu bem; incomoda.

Daí a questão: - O que vai mudar na vida de uma pessoa que ganha menos, o fato de saber que outra ganha mais? Resposta: Nada. - O que muda, na prática, descobrir que milhões foram pagos para um comercial? Resposta: Nada.
Então, por que criticar uma celebridade, que provavelmente passou a vida lutando para chegar a esse ponto, sem dever a ninguém, muito menos ao povo? Resposta - É proibido o sucesso, proibido ganhar mais, proibido conseguir o que a maioria não consegue.

Ninguém perdoa uma noticia dessas. Mas são aceitos os assassinatos, as tragédias repetidas cem vezes nos noticiários. Isso sim dá IBOPE. Talvez saber que alguém é mais infeliz, diminua a própria infelicidade? Parece que a maioria, continua de certa forma frequentando arenas, para torcer a favor dos leões.

O mundo se modernizou se informatizou, a ciência progrediu, as mulheres se liberaram, porem a mentalidade humana continua a mesma. A violência não está só nas ruas, está nas cabeças, nas revoltas internas, conscientes ou não.

E assim, o planeta continua sem descobrir que a felicidade só pode ser alcançada através da fraternidade. Que a melhor maneira de ser feliz seja a alegria, principalmente pelo outro.
É muito complicado perceber que se o outro conseguiu, ele também tem chance de conseguir. Que cada um de nós tem um talento pessoal, um potencial a ser explorado. Complicadíssimo.

Mais uma vez quem estava certo era Tom Jobim quando dizia que “no Brasil, o sucesso é um insulto pessoal”.
Ou a razão esteja na máxima: "O mundo não é ruim, só está mal frequentado”.



2 comentários:

Rafael Belo disse...

infelizmente é o que ocorro. É triste ver ataques gratuitos, a ofensa pela ofensa, a meritocracia hipócrita principalmente sobre aqueles que são artistas. muito boa reflexão.

Everaldo Farias disse...

Minha querida Isolda,

sábias palavras as suas! Realmente, as pessoas se detém mais a observarem a vida e condição alheia que olhar para dentro de si!

É como se determinados seres fossem culpados pela má distribuição que existe neste país! Entretanto, este tempo poderia ser usado de forma mais justa e inteligente ao dedicarem-se a pensar em novas formas de melhorar seu ambiente e suas formas de se relacionarem com os seres que nele habitam.

As pessoas estão mais ricas tecnologicamente falando, mas estão mais pobres em termos de sentimentos e valores. Temo que o respeito habite apenas os museus daqui a pouco tempo!

Blog Música do Brasil
www.everaldofarias.blogspot.com

Um forte abraço a todos!